Força-tarefa deflagra operação para combater receptação e sonegação em Ponta Grossa no Paraná

A Receita Estadual deflagrou nesta segunda-feira (13) a Operação “Ferro-Velho”, que teve o objetivo de coibir irregularidades praticadas em empresas que comercializam sucatas metálicas e combater o vandalismo e furtos em prédios públicos na região de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. A Guarda Municipal, a Vigilância Sanitária, a Secretaria Municipal da Fazenda, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil também participaram da ação.A operação visa reprimir tanto a sonegação de impostos (ICMS) como a possível prática de receptação de materiais metálicos, muitas vezes furtados de propriedades privadas ou mesmo de instalações públicas, como praças, escolas e postos de saúde. Foram vistoriados 33 estabelecimentos da região. Desse total, houve 13 notificações para requerimento de alvará e 23 autos de infração foram emitidos pela Receita Estadual e o Corpo de Bombeiros. De acordo com a delegada da 3ª Delegacia Regional da Receita Estadual de Ponta Grossa, Audrey Grubba, essas práticas irregulares, além de trazer prejuízo ao Estado no tocante à sonegação de impostos (ICMS), favorecem de forma desleal as empresas que trabalham de forma irregular, trazendo prejuízos para toda a comunidade."Haja vista os cabos metálicos que são subtraídos dos equipamentos públicos (praças, escolas, postos de saúde e outras instalações) e que têm que ser repostos pelo município, gerando um ônus às finanças”, disse.“Há uma preocupação das forças de segurança que levam a persas operações conjuntas a fim de combater a criminalidade, principalmente a receptação que fomenta outros crimes, como furtos, roubos, estelionatos e apropriação indébita, em um ciclo lesivo à população”, acrescentou o delegado Nagib Nassif Palma, da PCPR.  
15/09/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia